sexta-feira, 29 de maio de 2009

A MULHER E O OCEANO

Calmamente uma mulher deposita seu corpo
no oceano. Confia-lhe seus sonhos e segredos,
sem esquecer dos medos.

Acredita e pede ao oceano para que lhe limpe
a mente, o coração, a alma e lhe prepare
para viver a vida.

Nada, mergulha e regressa para a praia
onde adormece e sonha e durante o sono
profundo pede em oração para que Deus
lhe conceda aquilo que acha ela que lhe faz falta.

Ouve em voz firme e confiante
a mensagem de que TUDO LHE FOI
CONFIADO E TUDO LHE É E FOI AO TEMPO DEVIDO CONCEDIDO.

Assim, toma consciencia de que
TUDO TEM E TUDO PODE, MAS
muito ainda está por vir e de ser construído
há a necessidade.


domingo, 17 de maio de 2009

AO SOM DAS ORQUESTRAS

Ao som das orquestras os casais
se conhecem, se enamoram e
apaixonam-se.

Elas, as orquestras
deixam os casais na pista
até a madrugada.
E lá naquela pista
o clima vai rolando,
os corações palpitando,
os corpos dançando.

Eternamente ao som
das orquestras
os casais vão-se
enamorando,
conhecendo e apaixonando.
Suas vidas vivendo e
construindo outras novas.

Assim, ao ouvir o som
de uma orquestra,
olhe para o lado, pois
teu enamorado pode
alí estar a
tua espera.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

TIJOLOS

Velhos tijolos colocados em novas posições.
Formando novas construções.
Possibilitando novas visões.

Assim, o velho,
o novo e o
possivel se
unem e formam
aquilo que aspiramos.

O velho como corpo.
O novo como pilar.
Mudanças posicionais
formando novas vidas
e construções.

Possibilidades de recriar
que a vida vai nos
apresentar.
Basta querer olhar
e praticar.